A Cachaça Gestor está praticamente eufórica com tudo que vem acontecendo essa semana. Melhor, esse ano, né. Mesmo em tempos de crise política e econômica, nossa caninha está ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro.

Junto conosco, é visível o quanto o respeito pela cachaça como uma bebida de qualidade aumenta cada vez mais, e tudo isso graças a nós, apreciadores de uma boa caninha. Então, nessa sexta-feira, temos inúmeros motivos para brindar a 2016, e principalmente a essa semana que se tornou tão icônica para nosso mercado! Vamos te dar 3 motivos para encontrar os amigos, sentar numa boa roda de conversa e apreciar um dos destilados mais famosos do Brasil:  

Um brinde ao novo simples nacional!

simples

Como nossos leitores já vêm acompanhando, algumas semanas atrás estávamos comemorando o fato da cachaça finalmente retornar ao Simples Nacional. O projeto, que havia sido aprovado pelo Senado, dependia, agora, do presidente.  

Pois bem, ontem, dia 27-10, Michel Temer sancionou as novas regras do Supersimples e adivinha? Agora é oficialmente permitido que pequenos e microprodutores de destilados (entre eles, os da cachaça, é claro), estejam enquadrados ao Simples.

Agora a corrida é para que os produtores aproveitem a boa notícia e legalizem seus alambiques e, com isso, possam investir em processos que garantirão uma produção de uma cachaça de qualidade.

Essa novidade, de acordo com a previsão do Sebrae, pode resultar em uma economia de até 40% nas despesas tributárias do produtor. A luta, que teve o Instituto Brasileiro da Cachaça como protagonista, foi considerada uma vitória de todo o setor.

Vamos deixar aqui um link para quem quiser saber mais sobre as novas regras do Supersimples. É só clicar aqui.  

Mas e aí? Pensa que acabou? Não não, as boas novas do nosso mercado só estão começando! Veja só:

A cachaça é brasileira, e ponto final!

1

Na quarta-feira dessa mesma semana, no dia 26-10, o governo aprovou, depois de longos 15 anos, as regras de indicação geográfica da cachaça brasileira. A partir de agora, também é oficialíssimo que: somente a aguardente de cana produzida no Brasil poderá ser chamada de Cachaça.

Isso é muito bom para todos nós, uma vez que outras aguardentes de diversos países afora estavam se aproveitando da popularidade da nossa caninha. A partir de agora, reafirmamos a integridade nacional da cachaça. Quem quiser vai ter vir aqui buscar! Essa regra foi aprovada no Itamaraty durante uma reunião do Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex).

Mesmo em tempos de crise, o mercado da cachaça segue firme e forte!

cazlcul

Como já contamos ainda nessa semana, o mercado da cachaça não foi afetado pela crise, muito pelo contrário: ele aumentou. De acordo com pesquisa feita pela PeopleScope, intitulada Índice da Cachaça, as pessoas, além de sentirem mais vontade de beber devido a tal mal-estar financeiro, passam a optar por fazer isso em casa, e por bebidas mais baratas, como a nossa caninha que, apesar de ser de qualidade, não pesa no bolso de ninguém. Vamos colocar o link da nossa publicação para quem quiser saber mais sobre esse fenômeno, é só clicar aqui.

O que importa é: cachaça no simples, reconhecidamente do Brasil, e crescendo mesmo em tempos de crise? Meu amigo, se existe uma oportunidade para aproveitar e alavancar seu negócio (ou até começar a produzir sua própria caninha), é agora!

Porque você não entra em contato conosco para saber mais sobre como aproveitar toda essa oportunidade? Nós, atualmente, estamos fornecendo várias ferramentas que podem melhorar sua produção, e o marketing do seu produto também! Comenta aqui todas as suas dúvidas e anseios, e te diremos como resolvê-las.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *