Esta semana está cheia de comemorações. Primeiramente, um brinde ao retorno da Cachaça, vinhos, licores e cervejas ao SIMPLES NACIONAL. Em segundo, hoje, dia 5 de outubro, é o dia do empreendedor. Nós, da Cachaça Gestor, gostaríamos de parabenizar a todos os empreendedores do Brasil por seus esforços em criar novas oportunidades para o país. Como uma start-up, nós sabemos que não é fácil. Aliás, pelo contrário, é uma vida de dedicação e empenho para tornar o sonho em realidade.

Para inspirar nossos queridos leitores, resolvemos colocar nesta publicação um exemplo de dedicação à nossa caninha, que é o senhor Henrique Tenório, proprietário da Cachaça Gogó da Ema. Ele é um dos grandes empreendedores que contribuem para que a cachaça seja cada vez mais reconhecida como um produto de qualidade. Que tal, então, saber um pouco mais sobre essa empresa, e se inspirar cada vez mais?

Fundado em 2004, o alambique Gogó da Ema carrega uma tradição familiar de mais de 50 anos no cultivo da cana-de-açúcar. Sua cachaça é produzida e envasada na Fazenda Recanto, no município de São Sebastião, região agreste do estado de Alagoas. Mas e aí? Como começou essa história?

gogó da ema

Em meados do ano 2002, o engenheiro civil Waldir Tenório Ferreira despertou o interesse em fazer algo diferente do seu cotidiano, e logo resolveu montar algo que pudesse tornar sua fazenda em algo sustentável. Foi quando surgiu a ideia de produzir uma cachaça da melhor qualidade. Tenório logo passou a buscar informações sobre o assunto, visitando vários alambiques no estado de Minas Gerais, quando ingressou e concluiu o curso de “Especialização em Tecnologia da Cachaça”, na Universidade Federal de Lavras (UFLA). Não descansou e logo projetou e construiu o seu próprio alambique, começando a produzir cachaça em 2004.

Em 2006, deu andamento ao projeto, estudando embalagens, rótulo e marca para a sua cachaça. Poucos meses depois, em outubro do mesmo ano, foi definido o nome “Cachaça Gogó da Ema”, que tem como símbolo cultural e turístico de Alagoas o coqueiro histórico denominado Gogó da Ema.

Passado todo o processo de legalização, em 2009 foi o ano em que se iniciou a distribuição e comercialização dos produtos deste alambique, que, desde 2008, é administrado por seu filho Henrique Tenório.

Até este ano, eles já conquistaram 10 prêmios, e destes, 5 são internacionais! Pode dar uma conferida em todos clicando aqui.

E aí? Curtiu essa história? O que você acha sobre o empreendedorismo? Compartilhe sua opinião conosco, e vamos em frente!

Para saber mais sobre a cachaça Gogó da Ema, é só clicar aqui.

E feliz dia do empreendedor!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *