E aí? Já sentiu que alguma coisa de errado está acontecendo com sua produção, e não sabe como é, ou pior ainda, não sabe como resolver? Bem, nós preparamos uma listinha que pode te ajudar a identificar o seu problema, e saber como resolvê-lo. Vem comigo:

~ 1. Mal aproveitamento de matéria-prima ~

alambiquinho-1

Se por acaso você está sentindo que algumas etapas fundamentais para a produção de uma cachaça de qualidade não estão funcionando muito bem, como uma fermentação muito demorada, ou a presença de aromas indesejáveis, é um sinal de que algo está errado com seu processo de fabricação. Veja bem: para fazer uma cachaça de qualidade, é preciso estar sempre atento às boas práticas de produção, pois estas evitam o desperdício de materiais e garantem um produto final dentro de todas as normas exigidas. Mas, não se preocupe, porque isso tem solução! A Cachaça Gestor, há algum tempo, vem preparando materiais para instruir nossos leitores a fazer uma cachaça de qualidade. Em um post lançado semanas atrás, listamos algumas dicas que podem te ajudar neste caso. Para acessá-las, clique aqui. Então, se o seu problema já foi identificado de cara, não tenha vergonha, e nem medo de errar! Só não pode deixar de consertar!

 

~ 2. Acúmulo ou desorganização de dados importantes ~

maos

Todo bom produtor sabe que, para se ter uma cachaça de boa qualidade, é preciso monitorar rigorosamente os processos de fabricação da bebida, desde o plantio da cana, até o engarrafamento e distribuição do produto final. E, para isso, sabemos também que a maioria dos empreendedores deste mercado da cachaçaria costuma se perder em meio a planilhas e cadernos de anotações. A não ser que você tenha uma capacidade gigantesca de organização, estes dados, tão importantes para o negócio, podem se perder em um “limbo” de informações que não se sabe onde começam, e onde terminam. Bem, saiba que isso pode mudar tranquilamente. O primeiro passo é não ter medo da tecnologia, aliás, faça dela uma aliada. Já ouviu falar de armazenamento em nuvem e dispositivos móveis? Então, a gente não gosta de se gabar, mas na segunda-feira passada, lançamos um aplicativo que consegue dar conta de todos estes dados de forma simples e intuitiva. Uma das coisas que nosso sistema tem a oferecer é a garantia de que todos os seus dados estejam organizados, e de forma segura. Gostou? Para saber mais, temos uma publicação que explica direitinho o que o nosso produto pode te oferecer! Basta clicar aqui!

 

~ 3. A Cachaça é de qualidade, mas vende pouco ~

ideia

É muito comum ouvir que a maioria dos alambiques produz uma excelente cachaça, porém, vende muito pouco, ou a preço mais baixo do que a bebida merece. Acontece que, para se ter sucesso no mercado de destilados, é preciso pensar além da produção. É importante que sua cachaça tenha nome, possua uma embalagem bonita e seja reconhecida. Resumindo, ela precisa de branding. Normalmente desenvolvido por profissionais de marketing, o branding administra a imagem da empresa. Pode parecer bobagem quando se pensa em investir nessa área, mas é importante perceber que a qualidade de um produto não vale de nada se as pessoas não o conhecerem e não souberem de sua história. Então não tenha medo de criar uma boa marca, pois é ela que vai desbancar toda sua concorrência. Aliás, já publicamos um super infográfico que dá dicas para sair por cima no mercado da cachaça. Vale a pena ler, viu? É só clicar aqui.

 

~ 4. Até penso em legalizar meu engenho, mas é muita informação espalhada, não sei por onde começar ~

informação-excesso

Sabemos que a necessidade de oferecer uma bebida de qualidade e segurança é crucial para o negócio. Para obter este tipo de produção, o empreendedor pode se guiar pelas várias portarias, leis, decretos e instruções normativas que orientam o produtor no processo de controle da qualidade de seu empreendimento. Porém, como são muitas, alguns produtores costumam não saber por onde começar, quais documentos serão necessários, etc. Bem, isso não é motivo para desespero, e nem preguiça! A Cachaça Gestor preparou um esquema para facilitar sua vida no meio dessa “papelada” toda. Clique aqui, e saiba como proceder.

 

~ 5. Meu alambique gasta mais do que produz ~

reciclandoo

Nesse momento você deve pensar: eu gasto com água, fermento, energia, garrafas e embalagens e plantação de cana, e isso não me dá retorno algum. Bem, você está enganado. Uma empresa que utiliza boas práticas de gestão ambiental e sustentabilidade sempre agrega valor ao produto, e, tão importante quanto, também reduz os custos de produção. A maioria das etapas de produção da cachaça possuem elementos que podem ser reaproveitados, como o vinhoto, o bagaço da cana, a cabeça e cauda da cachaça, e até mesmo as cinzas das caldeiras. Não por acaso, nós fizemos uma publicação nesse ano que trata de toda a prática de produção de cachaça sustentável. Quer dar uma olhada? Clique aqui!   

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você pode usar essas tags e atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>