Batendo um papo com nossos produtores, percebemos uma coisa: uma das maiores dificuldades do mercado da cachaça está na hora das vendas. Mais precisamente no marketing, ou em saber o que é branding.

 

Afinal, para inserir um produto que tem aproximadamente cinco séculos de história e uma reputação “ruim” no mercado, o desafio é grande. Porém, possível. Hoje, nós vamos te explicar como isso é possível.

 

Mais do que uma boa produção, o fabricante de cachaça precisa do Branding. Em outras palavras: ele precisa saber vender o seu produto BEM. Mas… o que diabos significa esse nome tão chique e complicado?

 

Vamos do começo, então:

 

O que é Branding?

 

 

Em sua definição simples, o branding é uma atividade estratégica de marca. Esta, por sua vez, envolve conceituação e planejamento. Em outras palavras, são ações que permitem que seu público-alvo perceba o valor da sua marca.

 

Mais do que um logotipo, o branding alcança uma posição única na mente do consumidor. É como se seu produto ganhasse personalidade própria. O objetivo, então, é:

 

tornar sua marca mais conhecida, desejada e cada vez mais presente na mente de seus consumidores!

 

Na hora de tomar aquela cachacinha para fazer a digestão depois do almoço, a pessoa não vai querer outra marca que não a sua.

 

Para isso, podem ser desenvolvidas uma série de ações, que vão desde a concepção da marca até o cotidiano da empresa, mais precisamente do setor de marketing.

 

Entendi. Porém, ainda preciso de provas..

 

 

Sem problemas. Um exemplo perfeito para entender o que é branding está na Coca-Cola. Desde os anos 60, ela criou o conceito de que o produto vendido era muito mais do que um simples refrigerante. Ela vendia felicidade.

 

A marca já passou por vários tipos de representações dessa ideia, como, por exemplo: papais-noéis simpáticos, músicas alegres, famílias reunidas, ursos polares bem-humorados e adolescentes descolados. E, além disso, ainda tinha o reforço do slogan, que era “abra a felicidade”.

 

Resumindo, o motivo pelo qual ela é líder de mercado não se resume apenas ao seu sabor. Pensa rápido: uma festa de aniversário PRECISA ter qual refrigerante?

 

Mas e a cachaça nisso tudo? Por quê o branding seria importante para ela?

 

 

Em uma mercado como o da cachaça, este tipo de atividade é fundamental para que o seu produto se diferencie dos demais.

 

Infelizmente, a caninha ainda é vista como uma bebida de baixa qualidade, usada apenas em drinks como a caipirinha, por exemplo. Portanto, são poucas as pessoas que entendem que uma cachaça pode ser apreciada e degustada como o vinho ou a cerveja.

 

Então, o que vai convencer o consumidor a comprar o seu produto?

 

O rótulo é importante por se destacar em uma prateleira. Porém, isso não é tudo.


Aliás, como anda o rótulo da sua cachaça? Ele, além de bonito, está dentro das normas?

Para ter certeza de que tudo está ok, experimente nosso serviço de análise de rótulos! É só clicar no botão abaixo!

 

Pode-se dizer o mesmo sobre a garrafa. Contudo, mesmo assim, um apreciador leigo pode chegar a pensar que “é tudo farinha do mesmo saco”.

 

O que vai fazer ele tomar sua decisão de compra é aquela propaganda que mostrava uma fazenda. Nela, havia um senhor satisfeito que tomava uma pequena dose de cachaça em sua varanda. Ele estava feliz, tranquilo e apreciando DE VERDADE a “branquinha” dele. Você, imediatamente após conhecê-lo, quis sentir tudo aquilo que ele sentia.

 

O consumidor também vai lembrar daquele outdoor da esquina de sua casa. Nele, a mesma bebida que o senhor da varanda estava apreciando é a estrela. Além disso, ela mostrava o quão requinte e boa impressão a cachaça dava ao personagem. 

 

Após ambos os estímulos, a pessoa que trombou com eles vai querer comprar o produto vendido. Afinal, durante todo o seu trajeto até o trabalho, por exemplo, ele se deparou com diversas peças publicitárias que mostravam que aquela cachaça era exatamente o que ele precisava no fim de semana.

 

Enfim, ele vai comprá-la pelo valor e experiência que ela vai agregar a ele, e não simplesmente pelo gosto.

 

Ok, confesso que é uma boa estratégia. Mas não sou formado em marketing, não tenho tempo e nem experiência na área. Então, como faço?

 

 

Não precisa se desesperar. Nós da Cachaça Gestor, por exemplo, temos um curso super completo que vai te ajudar a saber tudo o que precisa sobre a inserção correta da sua cachaça no mercado. Para saber mais, basta clicar aqui!

 

Então perceba, caro leitor, que para ter sua caninha firme no mercado, é preciso se dedicar a tarefas que vão além da produção de uma cachaça de qualidade em seu alambique. Afinal, ela precisa chegar até os seus consumidores de uma forma que eles prefiram o seu produto aos demais.

 

Deseja aumentar suas vendas, exportar sua cachaça e ter sua marca reconhecida no mercado?

 

É só fazer o nosso curso Planejamento e gestão de alambiques: você no controle do seu negócio.

 

  1. Mauro pedro dos Santos

    Realmente é muito importante a divulgação da sua Cachaça. Além dos cuidados com a produção de uma Cachaça de excelente qualidade é fundamental que ela tenha seu nome muito bem divulgado no mercado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *